Modelo de Negócio – Canvas

Objetivo: É uma ferramenta de planejamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes.

O Business Model Canvas (tela de modelo de negócio, em português) é um método que nos possibilita visualizar o negócio todo em apenas uma página, em vez de recorrer a documentos extensos, repletos de textos pesados e números, para entender como a empresa funciona.

Permite que seu modelo de negócio seja compreendido numa única tela, usando elementos intuitivos e menos textuais, e ainda poder atualizar o documento sem comprometer a estrutura.

Mas como o método funciona? As ideias são representadas nos nove blocos que caracterizam a forma como você opera e faz a gestão do negócio, definindo seus principais fluxos e processos, permitindo uma análise e visualização do seu modelo de atuação no mercado.

Responda a esses 9 blocos a seguir, para ao final você possa, juntamente com sua equipe, contextualizar o seu negócio no mercado e poder verificar onde é preciso mexer para remodelar o negócio para melhorar sua competitividade.

BLOCO1. PROPOSTADEVALOR: Você deverá responder ao que sua empresa faz. É colocar de forma clara o que oferece ao seu segmento de clientes.

É o queo ferta para resolver o problema do cliente e satisfazer a sua necessidade. O que sua empresa oferece para o mercado que realmente tem valor para os clientes.

BLOCO 2. SEGMENTO DE CLIENTES: Você deve responder para quem realmente é a sua proposta de valor, quem a compra e quem vai comprá-la. São as pessoas, grupos e organizações que terão suas necessidades atendidas, são seus clientes atuais e potenciais clientes. Quais segmentos de clientes são o foco da sua empresa.

BLOCO3. RELACIONAMENTO COM OS CLIENTES: É a forma como você estabeleceu para se relacionar com os seus clientes. Como a sua empresa se relaciona com cada segmento de cliente.

Por exemplo: será via assistência técnica, via internet, Facebook, pessoalmente.

BLOCO 4. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO: É a forma como a sua proposta de valor é entregue, comunicada e vendida ao seu público-alvo. Como o cliente compra e recebe seu produto e serviço. Será via e-commerce, ou via varejo, atacado, etc.

BLOCO 5. FLUXO DE RENDAS/RECEITAS: É o que está sendo vendido para cada segmento de clientes, ou seja, é a forma como as receitas estão sendo geradas.

São as formas de obter receita por meio da entrega de suas propostas de valor representadas pelos seus produtos e serviços. O pagamento pode ser feito de uma vez, por uso do serviço?

De que forma a sua proposta de valor está gerando as receitas? Este é o momento qualitativo, não sendo colocados os dados numéricos, o valor de faturamento e sim o como será faturado.

BLOCO 6. RECURSOS CHAVES: É tudo de tangível(produtos e serviços) e de intangível(empatia, atendimento, relacionamento) que você precisa atualmente ou precisará para entregar melhor a sua proposta de valor aos seus cientes.

São os recursos necessários para realizar as atividades-chave de seus processos internos. Podem ser recursos físicos, financeiros, humanos, intelectuais, tecnológicos, etc.

BLOCO 7. ATIVIDADES CHAVES: É tudo o que é feito para o seu negócio realmente funcione melhor para o foco do cliente. Varia, logicamente, de acordo com o seu modelo de negócios. Quais são as atividades essenciais para que seja possível entregar a Proposta de Valoraos clientes?

Por exemplo: Um salão de beleza tem uma atividade chave de agendar os clientes, recepcioná-los no horário agendado para o serviço requerido.

BLOCO 8. PARCERIAS CHAVES: É o conjunto de pessoas, organizações e grupos que facilitam a atuação da sua empresa. São as atividades-chave realizadas de maneira terceirizada e os recursos principais adquiridos fora da empresa.

Por exemplo: você pode realizar um evento e não ter local para o estacionamento. Uma empresa de estacionamento ou uma empresa vizinha que tenha espaço suficiente para oferecer pode ofertar o seu estacionamento e fica como parceiro seu para a entrega da sua proposta de valor.

BLOCO 9. ESTRUTURA DE CUSTOS: É a descrição de tudo o que você gasta para que o seu negócio possa funcionar. São os custos relevantes necessários para que a estrutura proposta possa funcionar. Aqui podem entrar ou não os custos em números, o mais importante é demonstrar no que vem sendo gasto o dinheiro (ativos) da empresa, podendo identificar a relação 80/20, ou seja, quais os custos representam 80% do total de despesas. Por exemplo: mão-de-obra, energia, telefone e internet etc.

Ferdinand Moura

O Presidente da EBCB – Empresa Brasileira de Consulting in Business, Ferdinand Moura, criador da metodologia do Método Gestão Para o Lucro – MGL®, Administrador, Executivo de grandes empresas, MBA em Gestão Empresarial e Coaching (FESP-SP*), Master Coach, Mestrando em Business Administration na Florida Univerty Cristian, Orlando- EUA, Consultor Empresarial, especializado em abordagens inovadoras de criação e gestão de negócios voltados para alta competitividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados à EBCB