Como formular Objetivos e Metas Chaves para o Negócio se tornar Lucrativo

Define “o que desejamos alcançar?”

Resultados Críticos

define o “como podemos executar e mensurar os resultados?”

Os Objetivos e Metas Chaves mantém o foco para os resultados planejados e resolvem problemas de:

  • Carência de alinhamento entre a empresa, diretorias e as equipes;
  • Falta de foco dos colaboradores com suas atividades, visando maximizar os resultados da empresa;
  • Pouco estímulo à produtividade a partir de metas desafiadoras;
  • Falta de transparência entre as equipes;
  • Dificuldades do colaborador notar como suas contribuições impactam na empresa;
  • Dificuldades de comunicar a nova cultura da empresa aos colaboradores;
  • Falta de comunicação entre os times e colaboradores. 
  • Os objetivos e metas servem para tornar ágil os fluxos das decisões dos processos de desempenho com foco em resultados.

Os objetivos e metas chaves funcionam como uma ferramenta de comunicação interna para integrar as equipes com a missão, aos valores e à estratégia empresarial, numa estrutura simples, mas de grande eficácia: 

Organizacional: São os Objetivos e Metas Chaves que guiarão toda a empresa em prol dos resultados desejados. Eles devem motivar e inspirar toda a empresa; portanto, a estratégia e as prioridades devem constar em seu conteúdo.

Setorial: Estas metas são direcionadas a atuação de cada time de operadores da empresa; portanto, podemos ser muito mais específicos na formulação desses objetivos. Devem estar alinhados com o propósito da empresa, já que seus resultados afetarão diretamente a performance do negócio.

Individual: São os Objetivos e Metas Chaves focados na performance geral e ao nível do posto de trabalho do colaborador.

Características positivas dos Objetivos e Metas Chaves

para o ambiente interno da empresa

Adotar o Método Gestão para o Lucro  em sua empresa possibilita que estas perguntas sejam respondidas, trazendo resultados para toda a empresa. Os objetivos e metas chaves respondem de maneira clara e rápida as seguintes perguntas vitais para o sucesso do negócio, tais como:

  • O que queremos realizar como empresa?
  • Quais são as ações que não devemos tomar?
  • Nossos times realmente utilizam totalmente seus potenciais?

O que possibilita alavancar resultados extraordinárias para toda a empresa em áreas críticas para o sucesso de um negócio, tais como:

  • Comunicação: Alinhamento das expectativas da empresa com os colaboradores;
  • Simplicidade: Linguagem simples, tornando a comunicação mais clara e eficaz;
  • Bottom-Up (de baixo para cima) e Top-Down (de cima para baixo): geração de engajamento e propósito para cada colaborador através da participação no processo de definição, execução e controle das metas.
  • Ciclos curtos: Acompanhamento do progresso e correção dos erros e falhas de forma mais rápida, bem como as atualizações regulares para ganhar bons padrões;
  • Desdobramento: Metas menores que forçam o time a sair da zona de conforto e repensar como trabalhar, gerando foco na organização.
  • Responsabilidade: Todos passam a ser responsáveis por seus objetivos e metas desdobradas, com critérios claros medição de sucesso, conhecidos por toda a empresa.
  • Transparência: Todos os Objetivos e Metas Chaves são públicos e possibilitam um alinhamento entre os objetivos e a visão da empresa, missão e valores.
  • Alinhamento entre equipes: Interdependências funcionais entre os times, num processo eficaz de tomada de decisões, gerando aprendizado para todos e permitindo corrigir as metas que não são alcançadas.

Como Definir os Objetivos e Metas Chaves Para Resultados Críticos

OBJETIVO: é onde você quer chegar,  originado de um desejo intenso de melhorar seus resultados empresariais através de metas realizáveis, basicamente é responder:

O que você deseja alcançar? A resposta será o seu objetivo.

Características do objetivo definido: 

Ser inspiracional para motivar a impactar os resultados; 

Ser qualitativo; 

Possuir prazo de conclusão;

Ter um responsável e 

Poder ser questionado pela equipe.

A Performance dos Objetivos são medidos por “Critérios de sucesso” das Metas estabelecidas com as seguintes características:

Quantitativos (obrigatório);

Métricas – (trabalhar com indicadores críticos de desempenho);

Devem ser desafiadoras, não impossíveis

Ferramenta de gestão SMART (Específicos + Mensuráveis + Atingíveis + Relevantes + Prazo).

Exemplo de Objetivo Chave: 

Ser uma empresa líder no setor no mercado na região X 

Metas Chaves para realizar esse Objetivo Chave – Resultados:

META 1: Alcançar R$ 9 mi de faturamento na região X em 12 meses, a partir desta data.

META 2: Atingir 8 vezes mais a base de clientes atual em 12 meses, a partir desta data.

META 3: Ter 70% de market share da região X em 12 meses, a partir desta data.

Objetivos e Metas Chaves são ALVOS ambiciosos que estimulam os colaboradores e a empresa como um todo. É um processo diferenciado de desenvolvimento de pessoas, disseminando a cultura DISRUPTIVA e o espírito empreendedor e de dono de negócio.

OS FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO (FCS)

Representam os Processos Vitais definidos no planejamento estratégico para que a empresa alcance seus melhores resultados.

Os FCS serão as prioridades a serem levadas em conta para a formulação dos Objetivos e Metas Chaves, os quais definidas essencialmente por 3 pilares:

Missão

É o propósito de ser da empresa, ou seja, quais são as intenções que guiarão o negócio na tomada de decisões.

Visão

É a reflexão sobre futuro do seu negócio, isto é, as aspirações, objetivos e metas que a empresa deseja conquistar. 

Valores

São os princípios, crenças e virtudes que a empresa seguirá para alcançar seu propósito.

Estes fatores críticos têm o poder de determinar o sucesso ou o fracasso do empreendimento. A empresa que determina melhor seus Processos Vitais e daí quais os seus Fatores Críticos de Sucesso e os representam em Objetivos e Metas Chaves (OMC), tornam-se referência para seus clientes, otimiza os resultados e adquire vantagem competitiva.

Todos os FCS devem ser avaliados de forma minuciosa, pois delimitam as condições vitais para a empresa sobreviver e, mais que isso, guiam o desenvolvimento e crescimento do negócio.

Por serem um recurso estratégico para o negócio, devem refletir diretamente nos objetivos e metas chaves para os resultados macro da empresa.

Os OMC precisarão ter seus indicadores de controle de resultados, que são os critérios de sucesso do objetivo e metas chaves, ou seja, os itens mensuráveis necessários para alcançar as metas. 

São utilizados para entender de forma mais direta se estamos evoluindo ou não. É vital que estes dados sejam quantitativos, para que não haja dúvidas em relação ao progresso, evitando subjetividade. 

É muito comum que, nos ciclos iniciais de execução das metas de um objetivo chave, as empresas criem uma lista de controle de atividades, ao invés de indicadores de performance que controle resultado de dessas atividades.

Os Indicadores de Controle de Desempenho das Metas promovem uma cultura focada em resultados, não em atividades. Isto é, definem se o sucesso foi alcançado ou não. Não adianta cumprir todas as tarefas e não haver progresso. Para garantir resultados de alto impacto, foque no ALVO, não nos meios para chegar lá.

Exemplo:

OBJETIVO CHAVE BASEADO EM FATOR CRÍTICO PARA A LUCRATIVIDADE       RESULTADO DESEJADO  INDICADOR DE CONTROLE DE DESEMPENHO DO RESULTADOATIVIDADES      (MEDIDAS)
Vender muito mais Responsável:Diretor João Sousa  META CHAVE 1Aumentar as vendas em 30% nos próximos 6 meses, a partir da data X, com lucro líquido dentro da médio mensal de 6%.Responsável: Pedro King Gestor Unidade Y  % índice de aumento mensal das vendas com lucro líquido dentro da média mensal de 6%1. Treinar Equipes de vendas2. Elaborar estratégias com a equipe de vendas3. Campanha de Marketing4. Implantar escritório de apoio à equipe de vendas

REUNIÕES DE FEEDBACK

As Reuniões de Feedback rotineiras por área, têm a finalidade de analisar e discutir periodicamente o andamento dos Objetivos e Metas Chaves (OMC).

Elas são o principal termômetro da metodologia MGL dentro da empresa. A partir delas, entendemos se a gestão dos Objetivos e Metas Chaves estão obtendo os resultados planejados área por área ou se há necessidades de ajustes e correções nos procedimentos operacionais ou mesmo nas medidas do Plano de Ação. 

A disciplina é um dos fatores cruciais para o bom andamento dos Objetivos e Metas Chaves (OMC) traçados a partir do Fatores Críticos de Sucesso (FCS) do negócios: ao incluir na rotina essa verificação, nota-se uma grande diferença em termos de organização e resultados. 

As Reuniões de Análise da Eficácia da Mudança obtida, pode ser feita no final de cada trimestre: momento para refletir as ações e resultados realizados durante o período. Deve ser feita em todas as áreas da empresa, a fim de alinhar prioridades, melhorar a comunicação e divulgar resultados que serão utilizados também como base dos próximos objetivos e metas chaves.

Reunião de Revisão dos Objetivos e Metas Chaves Anuais tem a finalidade de definir melhorias, inovações em todo o sistema de gestão de resultados, por Fator Crítico de Sucesso (FCS) e a partir daí poder traçar novos objetivos e metas chaves estratégicas que guiarão toda a empresa em prol dos resultados desejados no próximo ano. 

Para que esse encontro anual seja mais efetivo, recomendamos abordar os pontos abaixo:

Avaliação dos resultados do último período

Definição das diretrizes estratégicas de melhorias e inovações

Criação dos Objetivos e Metas Chaves Estratégicas Anuais

Elaboração e Apresentação do Planejamento estratégico Anual para a empresa

O Método Gestão Para o Lucro, propõe que os gestores façam feedbacks direcionados aos colaboradores, criando um ciclo constante de comunicação e aprendizado. É um dos recursos mais importantes de liderança, apontando o impacto da ação individual nos resultados globais da empresa.

São orientações para melhorar a performance e produtividade, visando o crescimento individual e identificação de aptidão e talentos. A partir deste processo, cada pessoa pode desenvolver seus pontos mais fortes com foco nos Objetivos e Metas Chaves de seu posto de trabalho e, principalmente, no crescimento da empresa.

A principal missão do Gestor Líder de Área na implantação do Sistema de Gestão MGL é atuar como um agente de mudança do Mindset Business, sendo o responsável pela difusão e condução da metodologia dentro da empresa. Ele deve monitorar o andamento dos resultados dos Objetivos e Metas Chaves (OMC) para se certificar que todos os processos e padrões previamente definidos sejam aplicados de forma eficiente e integrados à cultura da empresa, definidos em sua visão de futuro, missão e valores.

As principais funções do Líder Gestor são:

  • Treinar as equipes em competências úteis ao cumprimento eficaz dos OMC;
  • Analisar os processos, padronizar conhecimentos e habilidades;
  • Promover engajamento e motivação diante dos OMC estabelecidos.

Para ser um Líder do Método Gestão Para o Lucro MGL é necessário que a pessoa entenda muito bem sobre a empresa e suas respectivas áreas, e claro, acreditar na metodologia MGL. É a figura essencial para assegurar o sucesso na aplicação das ferramentas e estratégias em suas áreas de responsabilidade gerencial. A gestão de conhecimento adquirido, ou seja, o domínio tecnológico é um diferencial competitivo diante de um mercado dinâmico, com constante necessidade de modificação de processos.

O MGL, é uma metodologia de gestão ágil que permite gerar inteligência para o negócio, produz o registro da evolução da empresa, facilitando a tomada de decisão e desenvolvimento de estratégias inovadoras.

Os grandes ganhos de produtividade e de qualidade dos resultados, daqui para frente, serão originados através das melhorias na gestão do conhecimento e no uso de novas tecnologias”. (Peter Drucker)

Com o Sistema de Gestão MGL, é possível identificar e prestigiar os profissionais mais comprometidos com a estratégia e propósito da empresa. A metodologia evidencia a qualidade e o potencial de cada colaborador e equipe, refletindo efetivamente nas resoluções de negócio.

Com base na performance, é importante criar ações de reconhecimento contínuo para os colaboradores, engajando as pessoas e estimulando a produtividade empresarial.

autor Ferdinand Moura

Ferdinand Moura

O Presidente da EBCB – Empresa Brasileira de Consulting in Business, Ferdinand Moura, criador da metodologia do Método Gestão Para o Lucro – MGL®, Administrador, Executivo de grandes empresas, MBA em Gestão Empresarial e Coaching (FESP-SP*), Master Coach, Mestrando em Business Administration na Florida Univerty Cristian, Orlando- EUA, Consultor Empresarial, especializado em abordagens inovadoras de criação e gestão de negócios voltados para alta competitividade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados à EBCB